Potência / Consumo:
Medido em watts. Quanta energia a luminária vai demandar para seu funcionamento. Sempre exigir o consumo total do equipamento, já que tanto a luminária como a fonte consomem energia.

Tensão de entrada:
Medida em volts. A companhia de energia entrega 110V ou 220V e fonte pode ser em cada uma dessas tensões ou ser bivolt. As luminárias trabalham em tensões e correntes diferentes das entregadas pelas companhias de energia, por isso é necessária a que tem a função de transformar a energia. Se uma luminária é conectada diretamente a rede será danificada. Importante que as fontes tenham um amplo rango de tensões para absorber as variações das redes.

Fluxo luminoso:
Medida em lumens. Quantidade de luz que a luminária entrega. Este é um dos pontos mais importante a considerar. Luminárias da mesma potência têm diferentes fluxos luminosos, dando uma menor eficiência energética. Este valor geralmente é nominal, sendo que o real estará por baixo, mas será aproximado.

Niveis de iluminação
Medido em Lux: lm/m². Quantidade de luz em uma superfície dada. Este é o valor mais importante do projeto e varia dependendo das atividades a serem realizadas. Quanto maior a necessidade de visualização de detalhes maior será a exigência de lux no plano de trabalho (geralmente 0,75 metros de altura). Os níveis de iluminação de um projeto variam dependendo da posição das luminárias no espaço (distancia entre luminárias e altura), características do entorno e características das luminárias. Além da quantidade de luz que as luminárias entregam é importante conhecer o ângulo de abertura ou curva fotométrica da luminária. Podem ser medidos a través de um luxímetro ou calculados em programas especializados.

Ângulo de abertura
Medido em graus. Toda luminária tem um ângulo de abertura que pode ser dado pelo ângulo de abertura do led ou pela utilização de uma lente específica. Indica como será distribuída a luz entregue pela luminária. Uma fonte de luz de 400 lumens em ângulo de 60° dará maiores níveis de iluminação em uma superfície determinada que outra fonte de luz com a mesma quantidade de lumens mas com um ângulo de 120°. Porem esta segunda fonte de luz iluminará uma superfície maior que a de ângulo mais fechado. Esta informação é importante na escolha da luminária a ser utilizada. Para maiores alturas será importante utilizar ângulos

mais fechados para direcionar a luz, mas se deverá ter cuidado de não gerar pontos de sombras entre as luminárias.

 

 

 

 

 

 

 

Curva Fotométrica:
Curva que mostra como será a distribuição da luz no espaço. Dada por lentes específicas. Além dos diferentes graus de abertura, a luz pode ser distribuída em diferentes formatos.

Eficiência energética:
Medida em lumens/watt. Quantos lumens são entregues por cada watt consumido. Quanto maior a quantidade de lumens que são entregues por cada watt melhor será a luminária. Existem vários fatores a ser considerados:

  • Rendimento do led. Quantos lumens por watt o led entrega. Indicado pelo fabricante.
  • Perda de potência pela fonte. Incide diretamente sobre o rendimento do led. Quanto melhor a fonte menor a perda.
  • Perda de luminosidade pela lente. Quanto melhor a lente menor a perda. Se a luminária contém um vidro a perda será maior.

Sempre solicitar informação sobre a eficiência energética.

Vida útil:
Medida em horas. Tempo de durabilidade da luminária. O valor indicado representa o momento que a luminária perde aproximadamente o 30% do seu fluxo luminoso. Em este aspecto são importantes a qualidade dos componentes, a correta dissipação de calor e montagem da luminária.

PF: Fator de potência corregida.
Medida em porcentagens ou valores mínimos e máximos. Isto indica o grau de correção que a fonte possui para a fuga de energia reativa do sistema. Esta energia é diferente da energia de consumo e a tarifada por separado. Uma luminária pode ter um consumo reduzido, mas não ter esta correção e gerar um consumo maior em energia reativa, o que fará que não exista economia no sistema. Em outras tecnologias de iluminação isto pode ser corregido a través de um banco de capacitores no quadro principal. Na tecnologia do led somente pode ser corregido na fonte de cada luminária.

THD – Total Harmonic Distortion
Medida em porcentagens ou valores mínimos e máximos. É o chamado barulho na línea, corrige o nível de interferência que um equipamento pode ter com respeito a outros. Tem menos importância que o fator de potência mas deve ser considerado. Também é corregido na fonte.

Temperatura de cor.
Medida em K – Kelvin. É a cor da luz branca. A pesar de todas serem brancas, algumas são mais quentes e outras mais frias. A luz branca se consegue a partir da mistura de cores vermelha, verde e azul. A temperatura de cor estará definida pela porcentagem que apresenta de cada uma dessas cores. Quanto menor o valor em K, maior a temperatura e vice-versa. São considerados três grandes grupos:

  • Branco quente: 2800K-3400K –Nominalmente se usa o valor 3000K. Contem maior quantidade de vermelhos e laranjas em sua composição.
  • Branco Neutro: 3400K – 4400K – Nominalmente se usa o valor 4000K
  • Branco frio: 4400 k em adiante – Se parte do valor nominal 5000k, são comuns também 5700K, 6000K e 6500K. Contem maior quantidade de azul em sua composição.

 

3Ds rendered image of 10 hanging lamps which use different bulbs. Color temperature scale. spectrum color on the cracked concrete wall and wooden floor

As temperaturas de cor tem diferenças importantes além da cor do branco. Algumas delas são:

-Reprodução de cor – CRI: A luz influencia sobre a percepção que temos das cores. Quanto maior seja o índice CRI maior será a reprodução cromática As temperaturas de cor mais quentes tem melhor índice CRI, pelo tanto temperaturas de cor mais quentes nos darão cores mais reais. Quanto

 

 

 

 

 

 

– Percepção do nível de iluminação. A pesar de que diferentes temperaturas de cor podem ter a mesma eficiência ou entregar a mesma quantidade de lumens, a percepção que temos da luz muda. Temperaturas de cor mais frias parecem ser mais intensas que as temperaturas de cor mais claras, tanto assim que inclusive aparelhos de medição indicaram maiores níveis de lux. As temperaturas de cor mais frias contem uma maior porcentagem de azul, nossos olhos e os aparelhos de medição são mais sensíveis a luz dessa cor.

– Percepção do ambiente iluminado: Temperaturas de cor mais quentes nos geram melhores percepções dos volumes e do espaço. Temperaturas de cor mais frias aplanam o espaço. Isto é de extrema importância a ter em consideração na imagem final do espaço.

– Influência em nosso organismo: Temperaturas de cor muito frias fazem que nossas retinas sejam mais estimuladas o que ao longo do tempo provoca um cansaço maior. Temperaturas de cor muito quentes tem o efeito contrario fazendo que nos relaxemos mais. O ideal para ambientes de trabalho é trabalhar com temperaturas de cor intermédias (4000K a 5700K).

Em 2018 a empresa Sapê Agro entrou em contato com a necessidade de iluminar as cocheiras da fazenda de sua unidade produtora de leite. Anteriormente a empresa havia trocado a iluminação convencional por tubos de led, mas continuaram com custos elevados de manutenção, devido a constante queima da iluminação adotada. Por essa questão, e por ser uma fazenda que adota em seu gerenciamento os princípios de Sustentabilidade,  nos procuraram em busca de um projeto que oferecesse luminárias de led de qualidade, com eficiência, baixo custo de manutenção e geração de resíduos (trocas).

Neste projeto além de ser um ambiente fora do convencional, haviam questões como pé direito baixo (4 metros de altura), distâncias irregulares, pouca ventilação  entre outros aspectos. Utilizamos a luminária industrial led FactorGlix 75FL com ângulo de abertura de 90°, fixadas na estrutura do galpão e com espaçamento regular, para desta forma conseguir uma boa uniformidade e atingir os níveis de iluminação solicitados.

Se você administra uma fábrica ou indústria, está desenvolvendo uma construção pública ou privada, ou administra algum negócio comercial, com certeza você sabe da necessidade e importância de utilizar lâmpadas que possibilitem reduzir custos, ao tempo em que estas proporcionam soluções ajustadas à proteção do meio ambiente no que se refere à iluminação. Sem dúvida nos referimos a luminárias LED.

A eficiência energética é um conceito que os empresários hoje devem dominar por duas razões importantes. A primeira para atingir a diminuição de seus próprios custos. A segunda, por uma questão de responsabilidade empresarial no que tange ao cuidado dos recursos naturais do planeta. Estas duas razões fazem com que hoje, as luminárias LED tenham maior inserção na empresa privada, comércio, e industrias e o setor público no Brasil.

luminarias-led-novedad-2

luminarias-led-novedad-2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As luminárias LED são lâmpadas sólidas que utilizam ledes como fonte luminosa, ou seja, se utilizam de diodos que emitem luz. Obviamente uma única LED não consegue emitir a intensidade de luz que se espera de uma lâmpada em ambientes fabris ou em espaços domésticos. Por tal motivo, nas luminárias LED tanto para interior quanto para exterior são incluídos grupos de ledes, cujo número dependerá justamente da intensidade de luz que se pretenda conseguir

luminarias-led-novedad-3

luminarias-led-novedad-3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nos nossos dias, as luminárias com tecnologia LED são utilizadas nas mais variadas maneiras: na iluminação de jardins, galerias e terraços, na iluminação de interiores ou de espaços públicos, até em galpões de indústrias ou espaços comerciais. Para além de permitir a tão valorizada economia de energia –elemento central em tempos em que o agir inconsciente do homem desencadeia câmbios climáticos evidentes-, este tipo de luminárias LED ascendem de maneira instantânea, sendo muito resistentes a acionamentos (apagados e ascendidos) frequentes e tendo uma extraordinária vida útil. Ainda que apresentem custos iniciais mais altos que suas equivalentes incandescentes ou fluorescentes, as luminárias com tecnologia LED oferecem sem dúvida alguma, uma significativa economia quando se estima o seu custo ao longo do tempo.

LED, luminárias

Como foi explicado anteriormente, as luminárias Led funcionam com base em diodos que utilizam corrente continua de intensidade muito baixa. Com isto e para trabalhar com voltagem padrão (CA), as ledes contam com circuitos internos especiais. Considerando sua sensibilidade a altas temperaturas, devem ser implementados recursos para administrar condições de calor extremo, tais como aletas para refrigeração ou dissipadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma luminária tipo LED é uma opção altamente eficiente que garante um elevado rendimento (em espaços internos costumam durar entre 30 mil e 50 mil horas). Estudos recentes indicam que uma luminária tipo LED tem uma durabilidade trinta vezes maior quando comparada com lâmpadas incandescentes e tubos fluorescentes, sendo vinte e cinco vezes mais duráveis que as alógenas. Por outro lado, proporcionam até 80% de economia de energia em comparação com as soluções de iluminação tradicionais.

A longa vida útil das luminárias LED faz com que a taxa de recâmbio seja muito baixa, aspecto que garante poupanças relevantes no que tange à manutenção.

Preços de Luminárias LED

Ao unir qualidade e economia, na GLixLEDs oferecemos preços que se ajustam às distintas linhas de luminárias LED que manejamos. Desenhamos, fabricamos e comercializamos luminárias LED para uso fundamentalmente industrial como também, para uso comercial, residencial e de espaços públicos, postos de combustível, escritórios, hotéis e demais. Acompanhamos os projetos de iluminação dos nossos clientes em diferentes momentos chaves do processo, desde o assessoramento na pré-venda até o serviço pós-venda, passando obviamente pelo desenvolvimento do projeto e a instalação das luminárias).

Para além dos produtos de desenvolvimento próprio e de fabricação nacional, oferecemos também LEDs, fontes e drivers de reconhecidas marcas. Oferecemos financiamento e garantia confiável. Se você busca que seu projeto de iluminação lhe permita gerar economia e seja sustentável, ¡entre em contato com a GlixLEDs agora!

Num contexto em que custos com iluminação devem ser extremamente controlados, a iluminação industrial com LED vem ganhando destaque no mundo empresarial. A redução nas contas de luz vem se constituindo numa necessidade urgente de ser atendida, considerando particularmente, que –tal como tem acontecido em muitos países- se espera em um futuro próximo, o incremento nas tarifas cobradas pela prestação do serviço de energia elétrica.

Nesse sentido, a iluminação industrial com tecnologia LED é ideal para ser instalada em ambientes fabris e em grandes depósitos ou galpões industriais. Estes painéis não só consomem muito menos (permitindo realizar economia de energia até de 90%), bem como requerem de menos manutenção e apresentam uma vida útil muito superior. Por outro lado, a tecnologia LED pode ser administrada de forma mais inteligente na medida em que, por exemplo, sua potência é regulável em função da presença ou não de luz natural em distintas horas do dia, como na presença ou não de pessoas nos distintos setores da empresa.

Luminária Industrial LED

Se você valoriza as vantagens desta nova tecnologia de iluminação, e deseja incorporá-la nos seus galpões, suas plantas de produção, plataformas logísticas ou lojas, na GlixLEDs podemos lhe oferecer um conjunto de alternativas em matéria de luminárias e painéis com tecnologia LED para uso industrial em todo o território brasileiro.

Utilizando esta tecnologia dentro de um projeto cuidadosamente elaborado, sua empresa ou negócio haverá ingressado num novo conceito em iluminação, de acordo com as exigências atuais quanto ao controle de gastos, uso eficiente de energia elétrica e políticas de responsabilidade ambiental.

Iluminação-LED-industrial-novedad-2

Iluminação-LED-industrial-novedad-2

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por outra parte, a iluminação industrial LED permite incorporar condições adequadas e confortáveis de trabalho, na medida em que permite que funcionários e/ou operários desempenhem suas funções em ambientes devida e apropriadamente iluminados. Para além de consumir menos, os painéis LED garantem uma durabilidade maior em relação a outras fontes de iluminação, já que elas aperfeiçoam o uso da potência na medida em que possibilitam seu direcionamento de acordo às necessidades do espaço e exigem uma manutenção menor. Por meio do uso de tecnologia domótica e de una série de sensores, o seu acendido pode ser regulado de acordo a horários e movimentação das pessoas.

Iluminação LED para Galpões Industriais

Se como empresário está pensando em migrar para um sistema de iluminação industrial com tecnologia LED, você poderá contar com todo o suporte da nossa equipe técnica, desde a elaboração de projetos integrais, assessoria na venda e pós-venda. Entre em contato conosco para levar a frente seu projeto de iluminação LED no seu galpão industrial.

Com fábrica inaugurada em 2018 empresa líder em nutrição animal aposta as luminárias de led para gerar altos níveis de iluminação e redução no consumo de energia.  O modelo utilizado neste caso foi a Industrial EcoGLix150 com ângulo de 60°.  Instalado de forma simples e fácil em eletrocalhas instaladas a 10 metros de altura, as luminárias, compactas e eficientes) se incorporaram ao espaço industrial, atingindo uma iluminação de 300 lux no plano de trabalho (valores exigidos pela norma para atividades industriais), conforme o projeto luminotécnico realizado por nossa empresa.

A empresa SA PAULISTA, especializada em construções como infraestrutura rodoviária, urbana e aeroportuária, entre outras, entrou em contato com nossa empresa procurando luminárias a serem colocadas nas torres utilizadas para iluminação de canteiros de obra. O desafio consistia em uma luminária que suportasse  a trepidação do deslocamento da torre e que iluminasse o espaço de trabalho em toda sua extensão, gerando também uma economia no consumo dos geradores e um custo baixo com facilidade de adquisição. A iluminação utilizada pela empresa até o momento era por meio de 4 luminárias de Vapor Metálico de 1000W de foco aberto, que deviam ser trocadas constantemente por quebra e perda de fluxo luminoso.
Em conformidade com o cliente optamos por utilizar o Refletor Eco150 com foco de  60°, com a intenção de optimizar os lumens entregues pela luminária, limitando a luz na área que devia ser iluminada.  O corpo da luminária foi reforçado para evitar movimentos pela trepidação, mas não foi necessário nenhum ajuste no módulo de led, por ser este um componente de alta resistência mecânica, capaz de suportar este tipo de impacto sem sofrer alterações.
Com grande interesse do cliente em trabalhar com uma iluminação led de alta eficiência, para gerar economia de energia, espaços bem iluminados e evitar custos de manutenção, se optou por colocar luminárias EcoGlix 150 embutidas no forro. Era requisito do projeto que as luminárias pudessem ser lavadas e que não gerassem acumulo de pó.  Por ser uma luminária de led embutida, com IP65, a EcoGlix 150 atendeu perfeitamente a necessidade do cliente
O resultado foi um espaço moderno, clean, onde o foco da luminária passa desapercebido, ficando integrado com a arquitetura da industria, dando importância a luz, iluminação do local e atividade realizada.

NITERÓI — A orla de Charitas é a próxima região da cidade a receber o programa Mais Iluminação, que propõe instalar lâmpadas mais eficientes nas ruas da cidade. Foram iniciados semana passada os preparativos para a instalação de 39 novos postes, com 148 pontos de luz com lâmpadas LED, no calçadão do bairro. Segundo a prefeitura, toda a iluminação da área residencial de frente para a praia também passará a ser feita por lâmpadas LED. A previsão é que tudo seja concluído até o fim do ano.

À medida que a nova iluminação passar a funcionar, os postes hoje instalados no canteiro central das avenidas Prefeito Sílvio Picanço e Carlos Ermelindo Marins serão retirados. O objetivo da substituição por iluminação mais forte é incentivar o passeio pelo calçadão e a prática de esportes na orla, assim como levar mais segurança ao bairro.

Antes de chegar a Charitas, o Mais Iluminação passará pela Praia das Flechas, na altura da Pedra de Itapuca, no Ingá, para a substituição de três antigos postes. Esse trecho da orla também será beneficiado com a implementação de mais luminárias, que reforçarão a iluminação no local. O cronograma de substituição de postes também inclui São Francisco e o Centro.

Segundo a secretária de Conservação e Serviços Públicos, Dayse Monassa, o projeto foi encaminhado para a Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa), que há uma semana realizou o processo licitatório.

— A iluminação terá uma melhora significativa, pois a abrangência será maior, alcançando desde a areia até o calçadão. Isso vai possibilitar a prática de esportes à noite e levar as pessoas a frequentar mais a área. É um incentivo para os moradores, para o turismo e para o comércio — ressalta Dayse.

Do outro lado do Morro da Viração, trechos do corredor viário TransOceânica que estão sendo reabertos na Avenida Francisco da Cruz Nunes também passam por mudanças. Além da troca da localização dos postes, que antes ficavam no canteiro central e agora passaram a iluminar as calçadas, a iluminação será feita por lâmpadas de vapor metálico de maior potência. No trecho 5, compreendido entre o DPO do Cafubá e o trevo de Piratininga, serão 99 braços de luz.

Leia mais: https://oglobo.globo.com/rio/bairros/orla-de-charitas-tera-iluminacao-renovada-20223527#ixzz4onIPzTeS

Garantem que utilizando esta tecnologia se economiza até 90% no consumo de energia elétrica das luminárias, reduzindo também os custo de manutenção devido a longo vida útil do sistema.  Além dos benefícios de economia, a iluminação led é constante, mantendo os níveis ao longo do tempo e fazendo que o posto fique melhor iluminado, atraindo mais clientes e, consequentemente, aumentando as vendas do estabelecimento.